quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Trilogia: mamãe monstro e seu monstrinho


Sabe o olhar de uma mãe para seu monstrinho? Aquele olhar que abraça muitos sentimentos ao mesmo tempo. Amor, fofura, carinho, zelo, preocupação, orgulho, felicidade, realização, cansaço. Um olhar de doação. É isso que sinto quando vejo minha irmã segurando minha afilhada, Isadora - um pacotinho de sorrisos e gordurinhas por todos os lados. É lindo ver a dedicação e o mulherão que minha irmã é enquanto representando o papel de mamãe monstro.


Quando me perguntam a idade que quero ter filhos, minha resposta é "nenhuma", pois não me vejo mãe no futuro. E com olhos arregalados em espanto, recebo uma onda de julgamento e cobranças vindo de fora para dentro - e não de dentro para fora. Do futuro eu não sei, mas por enquanto estou bem contente em ser apenas a "didi" da Dora, a Aventureira. Além do mais, não fico pensando muito nesse assunto, pois realmente não é a prioridade do momento.


Enquanto isso, sigo observando de longe o trabalho árduo de uma mãe, e assim vou analisando com cuidado e sem pressa alguma o que quero para mim. Vou observando a mamãe monstro e sua criaturinha; vou aprendendo o papel de uma mãe, filha, dinda, irmã, amiga e mulher. Obrigada, Pati ♡

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo