sábado, 23 de março de 2019

Documentos e papeladas que levei para França


Antes de me mudar para França, tive que pensar na parte "chata" da viagem: documentos e papeladas. E o primeiro pensamento que surgiu à cabeça foi por onde eu começo? Então fui correndo fazer uma checklist com tudo o que eu precisava. É claro que cada caso é um, e no meu, por conta do passaporte italiano, não precisei de muita coisa. Bora dar uma olhadinha no meu checklist?

Passaportes Brasileiro e Italiano. Não preciso nem dizer o porquê.

CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Ok, esse documento não era necessário já que eu tenho meu passaporte Brasileiro comigo, mas não custa nada levá-lo.

PID (Permissão Internacional para Dirigir). Como vim para França como au pair de duas crianças e um adolescente, uma das coisas que faço todos os dias nas horas de trabalho é levá-los de carro por aí, seja para levar/buscar da escola, nos treinos de rugby, passear, ou seja, ter uma permissão para dirigir no exterior é imprescindível. Como obter a PID? É só ir no CFC ou DETRAN mais próximo e fazer o pedido. É preciso sua CNH atual + comprovante de residência e pagar um pouco mais de R$60,00, e em poucos dias sua PID estará prontinha só te esperando para dar um rolê nas gringas hehe.

Cash Passport é um cartão de débito internacional que aceita várias moedas ao mesmo tempo. É possível obter esse cartão em agências de viagem como a World Study ou STB. Para recarregá-lo é bem simples: você recebe uma conta corrente para fazer o depósito/transferência da quantia que precisa (em Reais mesmo), e em até 24h o saldo estará disponível em sua conta na moeda que você escolheu. No meu caso, fiz a transferência de uma quantia em Reais, e automaticamente a quantia foi convertida para Euros.

Eu posso acompanhar tudo o que acontece com o meu cartão através do site ou app, e posso recarregá-lo quando quiser, mas attencion, mes chers: Sempre que for feito um saque em caixa eletrônico, uma tarifa será cobrada na mesma moeda, logo se você quiser realizar um saque, é melhor fazê-lo em uma quantia maior, para evitar ficar pagando tarifa toda a vez. Amanda, por que você resolveu obter esse cartão? A resposta é bem simples: viajar por aí com dinheiro vivo não é uma escolha segura, não é?

Além do Cash Passport, também contratei um segundo serviço de agência: seguro viagem. Como tenho passaporte italiano, tenho acesso à saúde pública, porém mais de uma semana já se passou desde que cheguei na França, e ainda não me cadastrei no sistema. Como eu sabia que isso ia acontecer devido a motivos de ainda estou me habituando e tem muita coisa acontecendo, resolvi fazer um seguro saúde por apenas 01 mês para garantir que tenho acesso a hospitais e afins caso necessário.

A última papelada que vou mencionar agora não veio comigo para França: procuração pública. Essa procuração ficou com minha mãe no Brasil. Quando uma procuração pública é feita, você está dando totais direitos para alguém fazer trâmites bancários, cancelar contas e tudo o que envolva seu nome. A procuração me deixa tranquila pois caso alguma operação precise ser realizada em meu nome no Brasil, não preciso largar tudo e sair correndo para resolver, pois outra pessoa pode fazê-lo por mim. A procuração custa um pouco mais de R$80,00.

Como disse anteriormente, cada caso é um, e os documentos que você precisará dependerão do país para onde você vai, do passaporte que você tem e etc. Se você tiver dúvida, não hesite em ir a alguma agência confiável e peça ajuda para que tudo ocorra certinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo