quarta-feira, 28 de agosto de 2019

Como Paris me conquistou


Parece fácil ser conquistado por Paris, não? Afinal, crescemos recebendo todos os tipos de estímulos que nos fazem idealizá-la como uma cidade extremamente romântica, apaixonante e bela por sua arquitetura e elegância. E por mais que Paris seja extremamente charmosa, já cansei de escutar franceses e expats reclamando sobre a vida por aqui - se bem que ouvir franceses reclamando já não é novidade hehe. Bem, e por que eu fui acertada por uma flecha da paixão pela vida parisiense?  Segue abaixo alguns dos motivos:

UM PARQUE QUALQUER COM UMA TOUR EIFFEL NO MEIO

Paris oferece um leque de parques adoráveis e bem conservados para fazer um apéro com os amigos aos Domingos, uma leitura ao pé de uma árvore, relaxar na hora do almoço ou qualquer outra atividade que façamos em parques. Acontece que um desses parques tem uma Torre Eiffel no meio, então o que era para ser um simples entardecer no parque, acaba se tornando algo mais mágico do que se possa imaginar.

ARQUITETURA PARISIENSE

C'est pour ça que j'aime bien Paris (é por isso que gosto de Paris). Não há algo que preencha mais meu coração do que andar pelas ruas e ver beleza a cada canto, e foi assim que descobri que morar em um lugar visualmente agradável é de extrema importância para mim.


MEIOS DE TRANSPORTE

Diversas linhas de metrô e ônibus podem deixar seus dias mais fáceis e um sorriso no seu rosto - pourquoi pas? Fico chochada com o tanto que o Brasil ainda está atrasado quando falamos sobre transporte público, e veja bem, não estou nem falando sobre logística, manutenção e infraestrutura, e sim sobre algo bem (bem!) mais simples, que é um passe mensal. Aqui em Paris e em outras cidades da Europa há a opção de comprar um passe mensal com uma tarifa fixa, que permite o livre acesso a todos os meios de transporte que a cidade disponibiliza - e isso já não é novidade por aqui. E assim chego a conclusão de que, enquanto habitar em Paris, não preciso e tampouco desejo comprar um carro.

COSMOPOLITA E ACOLHEDORA

Peço desculpa a meus amigos franceses, mas, francamente falando, franceses podem ser enjoativamente regionalistas, e o incessável conflito Sul x Norte pode te tendenciar a ter uma ideia errônea quanto a regiões e cidades pela França. Antes de vir morar em Paris, morei durante 04 meses no Sul da França, ou seja, ouvi diversas vezes pessoas me alertando sobre como o Sul é melhor, apontando todos os lados negativos de morar no Norte do país. Contudo, como sou o tipo de mulher que paga para ver, resolvi vir e tirar minha própria conclusão.

Enquanto ando pelas ruas parisienses, deparo-me com pessoas de todos os cantos do mundo, conversando em línguas que muitas vezes não sou capaz de identificar. É uma mistura de línguas, estilos e culturas gostosa demais, o que me leva a crer que é isso que torna os habitantes mais open-minded e interessantes, além de mais receptivos para com estrangeiros que estão recém chegando. Resumindo, minha opinião contraria a visão da maioria dos franceses do Sul.

BOULANGERIES ET LIBRAIRIES

Encontra-se de tudo por aqui. Uma imensa variedade de lojas, cuisines, atrações para todos os gostos, mas o que mais corteja meus olhos são as famigeradas boulangeries (padarias) e as tranquilas librairies (livrarias). Particularmente, penso que tais estabelecimentos são o charme de Paris (e da França como um todo), com vitrines e, no caso de boulangeries, fragrâncias que te convidam para entrar e sentir o coração quentinho e aconchegado.


BIBLIOTECA PÚBLICA

Oh, Deus e Deusa, o que falar sobre a biblioteca pública dentro do Centre Pompidou? Uma biblioteca lindíssima, moderna, espaçosa, ampla, aconchegante, silenciosa, cujas estantes estão preenchidas de todos os tipos de livros que desejar - para quem sabe ler em Francês hehe. E para quem precisar, há livros em outras línguas também :)

Apesar de a biblioteca oferecer diversas mesas para estudo, geralmente deito sob o carpete cor de vinho ao pé das estantes, e assim fico tranquila em solitude. Amei ter descoberto essa biblioteca, já que em Setembro começarei meu ano letivo como teacher de Inglês, então vários lesson plannings serão elaborados nesse espaço nos próximos meses.

É ARTE EM CADA ESQUINA

Minha amiga Laura me disse uma vez "Eu acho que os artistas de rua deveriam ser pagos para fazerem o que fazem. É isso que colore as ruas parisienses" e não poderia ter concordado mais. Bailarinos, músicos, pintores de variados estilos, vivendo e vendendo sua arte em praças e esquinas das ruas, arrancando sorrisos de seus espectadores e recheando a cidade com glamour e cultura. Além disso, há tantos museus, exposições, teatros e eventos - por vezes gratuitos/com descontos - que ainda não dei conta.

Faz apenas 01 mês que estou morando em Paris, e já me deparei diversas vezes com pessoas que se reúnem em diferentes praças pela cidade para praticar algum tipo específico de dança. Sem mais, nem menos. É exatamente isso que eu disse. Ou seja, é gratuito, é ao ar livre e uma chance de encontrar seu romance de Verão enquanto dança - ou, no meu caso, um senhorzinho de idade muito simpático que me ensinou alguns passos de uma dança que não sei pronunciar.

E é por isto que Paris me conquistou: é charmosa e dinâmica, tradicional e moderna. Creio que pertenço a essa cidade pois ela se provou tão espontânea e imprevisível quanto eu.

5 comentários:

  1. Primeiramente, quero falar no quão apaixonada estou pelo seu blog! Faz um tempo que não encontro algo tão especial assim, e teu jeito de escrever traz uma sensação tão boa, que me deixou feliz com poucas palavras.
    Realmente, Paris é um lugar lindo e mágico, e é muito fácil ser conquistada por ela. Dá pra sentir seu amor e o quão confortável e em casa você se sente, em cada um dos pontos que abordou. Amei demais teu texto! Espero que tenha momentos mágicos nesse lugar 💛

    ResponderExcluir
  2. Que post encantador! Logo pela primeira foto eu já me apaixonei. Paris é um dos meus sonhos desde que assisti O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, meu filme favorito número 2 hehe. Acho a cidade muito linda, charmosa e romântica. Fora que é um bom lugar para estudar se eu pretender seguir uma certa linha teórica da psicologia.
    Ai, já imagino o quão feliz você não deve estar por ter a chance de viver num lugar tão maravilhoso <3

    ResponderExcluir
  3. Sabe quando você lê algo e sente nela? Foi assim que me senti, que delicia de post! França parece ser tudo tão mágico, amo assistir filmes franceses e ver toda a maravilha que esse país oferece. Paris deve ser perfeito! Meu sonho ir só pra tomar um cafézinho. haha

    ResponderExcluir
  4. Que delicia de post!
    Adoraria conhecer Paris um dia, parece ser encantador. Eu acho que iria viver enfiada nessas bibliotecas hahahah e como assim tem vale mensal? Adoreeii isso, Brasil pq tão atradado?
    Já me imagino tomando um cafezinho em frente a torre haahhaha <3

    Diário de uma desastrada

    ResponderExcluir
  5. Li seu post com o rosto apoiado nas mãos no maior estilo "pose sonhadora". Paris faz isso comigo, sabe? Desde criança tenho muita vontade de conhecer essa cidade linda. Essa junção do antigo com o contemporâneo de forma natural e bem organizada, as maravilhas de o abrir de uma porta despretensiosa e dar de cara com uma biblioteca absurda de linda ou mesmo exposição única. Ai, entendo tanto você ter se apaixonado, mesmo sem ter tido essa chance, obrigada por ter compartilhado isso conosco!

    ResponderExcluir

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo