sábado, 10 de agosto de 2019

Fragrâncias e o ritmo natural das coisas


Sempre acreditei que os pequenos detalhes que nos cercam são aqueles que nos fazem genuinamente felizes, detalhes esses que nos passam despercebidos e que não somos devidamente estimulados a prestigiar. Prezo viver minha vida em uma velocidade que me permita perceber essas pequenas degustações de felicidade e abraçá-las como parte de minha rotina, e não meramente como um pequeno luxo enquanto estou sendo improdutiva - sinta um tom de desdém nessas últimas palavras.

Você já desacelerou e notou as fragrâncias ao seu redor hoje? Bem, eu faço isso todos os dias, e minha rotina se torna extremamente agradável por conta disso. Quando acordo, a primeira coisa que faço automaticamente é abrir a janela e sentir o ar fresco que vem da rua, principalmente nos dias mais geladinhos. Estamos tão acostumados a manter um ritmo acelerado - potencialmente frenético - que não prestamos atenção no cheirinho do sabonete quando lavamos o rosto pela manhã. Esse tipo de percepção extremamente sensível está se apagando do nosso cotidiano, e simplesmente não dá para continuarmos assim.

Acredito que a aromaterapia pode nos auxiliar a presenciar, de fato, o que estamos a fazer; a manter a mente mais plena e focada; a libertar o estresse e a nos tornarmos mais gratos, e é por isso que sou absolutamente apaixonada por velas, incensos e aromatizadores de qualquer tipo e, sempre que lembro, dou uma borrifadinha aqui e acolá, acendo uma velinha e, em um estalar de dedos, a harmonia se restabelece, permitindo que qualquer casa se torne um lar.

Para aqueles que querem começar a trazer essa percepção para sua rotina, velas e incensos são um ótimo começo, mas essa história não para por aí. Viver a vida em um ritmo mais natural me permite ressignificar muitas de minhas ações diárias. Quando digo "viver a vida em um ritmo mais natural", estou falando sobre a ideia de deixar de lado de forma gradual essa vida industrial, instantânea, artificial, rápida, e aceitar que tudo o que fazemos carece de um certo tempo, seja alguns segundos, minutos, horas; abrir espaço para a paciência e apreciação desses pequenos processos, como o simples fato de passar um café, que muitas vezes é substituído por máquinas expressas ou, pior ainda, cafés solúveis. Viver de forma mais natural, na minha concepção, é lembrar de que não apenas nós, seres humanos, precisamos de tempo, mas também o que nos cerca.

Somos tão exaustivamente treinados a otimizar tempo, que esquecemos o prazer de notar pequenos eventos do dia-a-dia, aqueles bem pequeninos mesmo, sabe? Toda vez que passo um café preciso abrir o armário da cozinha para pegar o pó e o filtro, e no momento que abro a porta desse armário me encontro com o cheirinho doce do chá de vanille da Twinings que tanto amo. Viver a vida dessa forma, é entender que até podemos apressar ao máximo tudo o que fazemos, mas que isso nos traz muito prejuízo, e nem mesmo somos capazes de notar.

Amo cheirar o café antes mesmo de o passar e, logo após, sentir seu cheirinho enquanto o preparo. Amo sentir seu perfume enquanto o bebo e agradecer por esse momento pequenino que transforma minhas manhãs. Amo cheirar o sachezinho dos chás, as folhinhas das ervas que utilizo para cozinhar, a presença do alho que domina o apartamento inteiro. O cheiro da chuva e a calmaria e lembranças que ela traz. O creme que passo nas mãos. A fragrância do meu shampoo que mora na fronha do meu travesseiro. O amaciante que uso nas roupas. O amaciante da roupa de outras pessoas que sinto enquanto as abraço. A plantação de lavanda nos canteirinhos das estradas que se mistura com o croissant que compro na boulangerie logo à frente. O croissant que como enquanto leio um livro com o tal "cheirinho de livro novo". O hálito fresco. O vinho tinto. O cigarro mentolado.

Quanto mais atenção presto, mais aguçado se torna meu sentido. E me deixar levar por esse festival de fragrâncias como parte da minha rotina me permite experienciar minhas ações, ao invés de passivamente existir e observá-las. Perceber os diversos perfumes que nos cercam é o primeiro passo para permitir que a vida se desenrole a seu tempo, e começar a entender o fantástico conceito de mindfulness.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo